Rio Antigo

Copacabana 1958182
Foto da Rua Raul Pompéia, quase esquina da Rua Júlio de Castilhos, em Copacabana, em 1958.
Esta rua que, atualmente, liga o túnel do final da Rua Barata Ribeiro, em Copacabana, com a Rua Francisco Otaviano, era de pouquíssimo movimento pois o túnel só foi aberto por volta de 1960.
A mão de direção, em 1958, tinha sentido inverso ao que tem atualmente, terminando a rua, sem saída, junto ao morro.
Após a abertura do túnel e o alargamento da Rua Raul Pompéia, perderam-se as largas calçadas e este tipo de arborização.
Notar os elegantes e comportadíssimos uniformes escolares (tão diferentes do modo de vestir atual dos alunos) e os diversos tipos de carrinhos de bebê.
O uniforme da direita, com chapéu de palha e colarinho duro era do Colégio São Paulo. Os dois do centro eram do Colégio Sion. E o da esquerda? Do Externato Atlântico? Do Colégio Teresiano?

 

LAGOA RODRIGO DE FREITAS

Na foto vemos uma modelo posando nas margens da Lagoa Rodrigo de Freitas, na pequena praia existente entre a Rua Montenegro (atual Vinicius de Moraes) e o Corte do Cantagalo, nos anos 50.

Ao fundo podemos observar alguém passeando a cavalo em volta da Lagoa, prática comum até o final da década de 60.
1323

 

BOTAFOGO – DÉCADA DE 50
.
Foto de Jean Manzon

À falta de uma melhor descrição para a foto, posso supor que vemos o terraço da Mansão Rouen, no Morro da Viúva.

Monsieur Rouen, em seu impecável terno de linho branco, típica vestimenta dos franceses em país tropical, acompanhado de Madame Rouen, que usa um discreto e elegante vestido de “pois”, em saia “godê”, dedica-se a seu segundo “hobby” predileto, a pintura. 1406

Engana-se quem pensa que o motivo principal do quadro é a Baía da Guanabara, o Pão de Açúcar, a Praia da Saudade, a Enseada de Botafogo, a Embaixada da Argentina, a Av. Beira-Mar, o casario da orla de Botafogo, o Mourisco, a Igreja da Imaculada Conceição ou mesmo o Morro do Corcovado.

Trata-se, em verdade, de mais uma obra que homenageia o Edifício Pimentel Duarte!

 

 

 

 MOÇAS NO LEME

Na década de 20, em artigo na revista Beira-Mar, Gastão França do Amaral já reclamava:

“… atualmente, um espírito contemplativo que ame a poesia selvagem das praias só a encontrará na Praia da Gávea, aonde, por felicidade, ainda não chegaram asfalto e luz elétrica. 1365

Melhoramentos materiais, posto que úteis, contudo, diminuem a rústica, natural, beleza dos recantos marinhos.

Que saudade das pitangueiras, dos ingazeiros, da alva igrejinha, das praias selvagens, do bondinho grátis, dos lugares deslumbrantes e das cabanas de pescadores”.

Terão as moças da foto, freqüentadoras da Praia do Leme, tido a mesma opinião e terão ido alguma vez à Praia da Gávea?

PS: a antiga Praia da Gávea é a atual Praia de São Conrado.

 

 

 

 

1006MISS ELEGANTE BANGU
.
Os desfiles promovidos pela Fábrica de Tecidos Bangu eram um grande sucesso na década de 50.

O primeiro deles foi organizado por D. Candinha Silveira, esposa de um dos proprietários da Fábrica Bangu, em 1951, para arrecadar fundos em benefício da Obra da Pequena Cruzada.

Neles, além da apresentação dos tecidos e modelos, elegia-se a Miss Elegante Bangu, que ganhava como prêmio uma viagem à Europa.

Na fotografia de hoje vemos, à esquerda, Corina Baldo, a primeira Miss Elegante Bangu e, à direita, Sonia Maria Soares de Araújo e Maria Helena Quirino dos Santos, esta com a faixa de Miss Elegante Bangu 1958.

 

PRAIA VERMELHA – URCA – DÉCADA DE 1950

Nesta foto de J. Medeiros, da década de 1950, vemos uma moça tomando um Crush, na Praia Vermelha, na Urca.

O tom avermelhado das areias conferindo um diferencial em relação às outras praias do Rio batizou este recanto como Praia Vermelha.
177
Isso se dá em função das condições geológicas do local, como conta Rosa, 1905,”as arêas quartzosas que cobrem esta praia provêm da decomposição de um gneiss muito ferruginoso e d´haí o oxydo de ferro que as tinge de vermelho. Procedendo do mesmo gneiss, concorrendo também para tingí-las, granadas almandinas e numerosos granulosinhos pretos e opacos de ilmenito ou ferro titanado”.

Este bar, parte do Círculo Militar, ainda existe hoje neste local, ao pé do Pão de Açúcar, sendo um dos locais mais agradáveis e bonitos do Rio para uma “pizza” e chope.

Anúncios
Published in: on dezembro 7, 2008 at 3:54 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://vintagiselli.wordpress.com/2008/12/07/rio-antigo/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: